terça-feira, 21 de julho de 2015

Famosos reencarnados? Ou coincidência física?



Semelhança física entre Rachel Weisz e Miss Lily Elsie espanta. Tanto fisicamente quanto ao fato de ambas serem atrizes.


Circula na internet diversas imagens de famosos que se parecem com pessoas que já morreram (joga no Google: famosos reencarnados). A comparação mais incrível é de Rachel Weisz e Miss Lily Elsie, pois são parecidíssimas, sem contar que ambas são atrizes. Miss Lily Elsie viveu no século 20 e se consagrou como uma nobre atriz do teatro inglês e Rachel Weisz é uma consagrada atriz de cinema atual.


Jogue no Google: Rachel Weisz e Miss Lily Elsie


Reencarnação ou coincidência?


Segundo a ciência não há indícios da existência de espíritos. E segundo o espiritismo, que dá endosso total a existência de espíritos e de um mundo paralelo ao mundo mortal, o corpo é apenas um instrumento, ou seja: ser parecido com o que foi na outra vida é uma coincidência.



Biologia, mente humana e fenótipos 


Se acreditarmos na ciência então supomos ser coincidência, contudo o espiritismo também alega que existem coincidências incríveis no mundo carnal (ou seja o espírito encarna num corpo, às vezes igual ao de uma vida passada).


Outra é nós seres humanos temos tendência a usar pareidolia que é uma ilusão de óptica (livros pseudocientíficos estão cheios de pareidolia).


Outra é se levarmos a questão da aparência (fenótipos) a sério, então podemos dizer que os japoneses ou chineses não são diferentes! Ou que uma certa população de abelhas ou formigas são todas iguais! Se bem que em algumas vezes são! Kkkkkkkkkk


Nós seres humanos somos seres que temos uma diversa gama de fenótipos e isso nos diferencia em aparência e comportamento (genótipo). E lá pelas tantas encontramos pessoas que se parecem muito.



Comparações que dão medo

Fontes das imagens: Bernard Herrmann e Dj Snake no clipe Lean On (Major Lazer, DJ Snake  - feat. MØ - Lean On).

Olha a semelhança física do compositor e músico Bernard Herrmann e do também do músico Dj Snake. Além da aparência os dois são músicos, contudo um era compositor clássico, já morreu e pertence ao século passado; o outro já bem atual e compõe música eletrônica!

E que tal a semelhança de Elizabeth I com Meryl Streep? Será que Meryl Streep é a reencarnação de Elizabeth I?
 
Fontes das imagens: Elizabeth I, Meryl Streep


E terminando: a semelhança entre Ramesses II (faraó do Egito) e John D. Rockfeller (faraó dos Estados Unidos famoso empresário que se tornou praticamente um rei devido sua riqueza na comercialização de petróleo).


 Fonte das imagens: múmia de Ramesses II, John D. Rockfeller photo – Getty Images, Ramesses estátua, John D.Rockfeller escultura
 


Enfim coincidências!


E pra terminar de vez: olhem a semelhança de Carmo Dalla Vecchia com Michel Joelsas com Taylor Kitsch e Ty Simpkins!

Então Ty Simpkins é a reencarnação de Taylor Kitsch que é irmão de Carmo Dalla Vecchia que é pai de Michel Joelsas?
 

O.o


Coincidências físicas, cara!

 Fontes das imagens: Carmo Dalla Vecchia, Michel Joelsas, Taylor Kitsch, e Ty Simpkins


E Laura Harris e Ana Faris será que são parentes distantes? O sobrenome é parecido! Kkkk


Fonte das imagens: de Laura Harris, de Ana Faris


E que tal Linda Evangelista e Milla Jovovich? Será que são irmãs? Qual é a reencarnação da outra?

Fonte da imagem


Não, elas não são irmãs, nem uma é reencarnação da outra (kkkkkkkkk) e a pedido de muitos até tiraram foto juntas, veja:


E que tal Jesse Plemons e Matt Damon?

Vídeos sobre fenótipos humanos:




segunda-feira, 20 de julho de 2015

Da importancia de um projeito de lei que altere as diretrizes de software e hardware no Brasil




Mensagem colocada na sessão Fale com o Deputado, mas por exceder os caracteres e para comprovar que realmente a enviei posto aqui.


Por Vagner Cariolato Caldas

Para: deputada Maria do Rosário (PT-RS)


Olá deputada Maria do Rosário! Pra começar votei na senhora, por sua luta contra a desigualdade social e em questões de direitos humanos. Mas além destas questões, estão problemas na área da tecnologia da informação que deixam nosso país num embaraço anti-democrático e por isso: deixam as empresas de hardware e software lucrarem horrores e enganar os consumidores.


Meu relato:


Eu como leigo no mundo da informática me deparei com um problema gigantesco quando resolvi formatar meu computador: faltava assistência técnica da loja e os drivers para eu poder eu mesmo formatá-lo.


A lei atual vigente no Brasil não dá voz ao consumidor de software e hardware. Nem sequer dá voz aos problemas que envolvem o mundo da computação! O marco civil da internet, por exemplo, só defende a integridade moral de um individuo; no passo contrário: o consumidor que tem a necessidade de um simples notebook para estudar (como eu) se vê num emaranhado de mentiras e trapaças das empresas de hardware e software e de técnicos de informática com seu típico roubo de peças.




Peço a criação, por meio da senhora, de um projeto de lei que altera a lei de software e hardware no Brasil


Começando com a parte funcional e didática (para leigos).



-> O uso de termos leigos para o público que não é expert em informática: Como um simples parecer sobre o produto que está sendo comprado. Exemplo: este produto é ideal para uso simples, não é indicado para jogos e processos que exijam muito do computador.





-> Assistência técnica da loja: o computador diferente de uma TV, não é um produto que vem pronto de fábrica. Ou seja: ele procede por meio de formatações, instalações de programas e exige um técnico de informática em cada loja em que seja vendido, pois se o usuário quiser trocar de sistema operacional tem que depender de terceiros (técnicos de informática que em sua maioria roubam peças e fazem um trabalho desqualificado). 





Foi o que me aconteceu: não tive a escolha do sistema operacional que desejava (o Ubuntu, um sistema livre) e o técnico de informática roubou as peças de meu notebook. O prejuízo foi imenso, porque me sinto um inútil desde os 15 anos lutando contra a psoríase e a depressão. Recebo um salário minimo do governo federal que mal dá pra pagar as despesas com remédios, pomadas e alimentação.





-> Cd contendo os drivers e cd contendo o sistema operacional: quando comprei meu notebook ele não veio com um cd de drivers e nem sequer um cd do sistema operacional para uma futura formatação. A empresa criadora do produto (computador fábricado pela Asus) praticamente não liga para o consumidor, do mesmo modo é a revendedora (loja) que só se preocupou em vender o produto.





-> Do problema democrático na área: a Microsoft usa de seu poder e influência pra lucrar demasiadamente com programas auxiliares como Microsoft Office e outros processos que exigem dinheiro do consumidor. Vemos um problema gigantesco: o Linux (sistema livre) não tem endosso do governo brasileiro, é visto pela maioria como um lixo gráfico!



Há uma aliança comercial entre a Microsoft e as empresas de hardware que ameaça a democracia virtual! Deixando o usuário num sistema anti-democrático. (vide: União Européia multa Microsoft em US$ 357 milhões por monopólio em: http://oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/uniao-europeia-multa-microsoft-em-us-357-milhoes-por-monopolio-4575126)







-> Do investimento do governo federal no projeto Linux e da ampliação de sistemas operacionais livres no Brasil: o Linux é mais seguro, é livre e o governo não investe o que deveria. Está aí o Ubuntu, mas seu uso é restrito devido problemas de compatibilidade com hardware (vide: Do problema democrático na área).





-> Da volta das máquinas de escrever então: se o governo acha um problema muito caro pros cofres públicos e acha a internet muito insegura para se guardar dados (palavras chave para busca na web: Edward Snowden e Wikileaks internet secure) então trazer de volta as máquinas de escrever que não precisam de internet, a pessoa e a empresa (pública ou privada) estão a salvo de um roubo de dados e não se precisa pagar luz que está um absurdo de cara.





Deixo aqui meu descontentamento e espero que a sua assessoria lhe informe sobre meu relato na esperança de mudarmos uma área que é vital para o país: a da tecnologia da informação.


Na esperança de uma pátria justa e democrática.




Grato pela atenção!