domingo, 28 de junho de 2015

O mito do pangermanismo



Estados Unidos há muito tem e possuem similaridades com a política nazista. Ué, mas os nazistas eram socialistas! Danilo, vai estudar!

Pai nosso que estás no norte

Se acontece nos Estados Unidos: é lembrado.
Se os Estados Unidos fazem é legal: nóis fazê tamém!
Se os Estados Unidos estão cagando no mundo: nóis tamém caga!


Estados Nazistas Unidos e a hipocrisia de cá

Recém agora os ditos Estados Unidos aprovaram o casamento gay, provando mais uma vez seu atraso nos direitos humano (para eles o ser humano vale muito pouco, por que será?). Até aí tudo bem. A legislação é deles, o país é deles e tá.

Mas vê-se comemoração anormal no Brasil por isso acontecer nos Estados Unidos, quando que aqui no Brasil quando o casamento gay foi aprovado pelo CNJ (já que a câmara e o senado são dois lixos) essa comemoração e ladainha nem sequer era vista.


Tudo começou na Alemanha

É notável a mania dos povos germânicos se acharem melhores que outros, pela questão histórica: romanos foram os fodões da Europa, assim como os franceses e esculacharam com a Alemanha e o tão poderoso Império Britânico.
A cousa piorou com a ascensão dos nazistas na Alemanha: tudo começou na Alemanha e quem tiver sangue alemão ou parecido é fodão tamém.

Giuseppe Sergi mandou lembranças

Com todo o alvoroço da dita raça nórdica nos séculos passados, um cara chamado Giuseppe Sergi (um legitimo latino) esculachou com as desculpas do nordicistas (aqueles que falavam da raça nórdica) e apresentou dezenas de fatos históricos que provam que as maiores civilizações da terra não eram compostas de pessoas loiras dos olhos azuis, aliás, nem sequer tinham olhos verdes! E que o desenvolvimento veio da África e sobretudo do Oriente Médio e não teve origem na tão consagrada Europa!

Nós latinos, os subdesenvolvidos e a plebe

Enquanto nós latinos continuarmos babando ovo dos norte-americanos e imitando eles, seremos nada mais do que plebe! E daí entra os BRICS, um movimento econômico que tem por objetivo dar independência econômica, mas não cultural, aos países emergentes.

Temos a China - nação das invenções!

A Rússia – pioneira na exploração espacial

A Índia – com sua matemática brilhante.

A África do Sulcarece de informação hehehehe

E o Brasil terra das mulatas e dos bundões que assim como a África do Sul não mostrou nada ainda.

Enquanto nós dos países inferiores não inovarmos por nós mesmos, tanto tecnológica, econômica e culturalmente ainda seremos considerados inferiores e “plebe” para o Império Draconiano Britânico dos Estados Nazistas Unidos do Hemisfério Norte!

E como dizia a canção da banda Rammstein: “Todos nós estamos vivendo na América, América é maravilhosa”!


  

segunda-feira, 15 de junho de 2015

A guerra memética e o Estado Islâmico



O novo império Islâmico Oto dos Manos dos Camisas Negras, meu!

Até onde a alienação e as ideias equivocas e radicais podem mudar o mundo? Sem vírus, sem genes, parece que a nova guerra envolverá memes (disseminação de ideias) e já está acontecendo!

O que são memes?

Meme é um termo cunhado por Richard Dawkins para explicar a evolução da educação, tecnologia e cultura na espécie humana. Os memes, diferentes dos genes não são algo orgânico, mas sim ideias e ensinamentos que são deixados e passados de geração em geração.
Quando falamos de um conjunto de memes usamos o termo memética!

Posts relacionados:


 
A guerra memética é antiga

Opiniões contrárias que criam guerras! Temos exemplos notáveis na história, como:

As cruzadas – interesse religioso por Jerusalém, dita terra sagrada, que só trouxe mortes por alienação.

Guerras dos reinos de Europa – Inglaterra versus França, Inglaterra versus Espanha, Inglaterra versus Irlanda... Puxa vida Inglaterra adora uma guerra! Inspiração para Guerra dos Tronos?

Fascismo e nazismo – sem dúvida foi alienação latente, a guerra dos reinos de Europa terminou na 1ª Guerra Mundial e deixou marcas profundas. Itália e Alemanha acharam uma maneira de cicatrizar suas feridas: fascismo e nazismo.

A nova guerra: Estado Islâmico

 Um típico homem idiota nada original inspirado nos Camisas Negras do Estado Islâmicú!

A desculpa do Estado Islâmico é a mesma que os nazistas usavam: “fomos molestados e queremos um mundo novo”!

Deveras que o Estado Islâmico é uma cópia mal feita do fascismo e nazismo na Europa, e como toda a ideia tosca: ela ganha seguidores.

Memes não reconhecem fronteiras

Muitos rapazes (homens o sexo frágil) de toda a parte do mundo estão alienados sobe essa nova doutrina: uma mistura de machismo, misturado com fascismo e muita putaria da boa do caralho!

Um dos ilustres babacas que se juntou ao Estado Islâmia (Lâmia mesmo, o demônio devorador de homens no deserto, Is= é, Lâmia= demônio. O islamismo é um mal) é um brasileiro chamado Brian de Mulder ou agora conhecido por seu nome fodástico: Abū Qassem Brazili! Que significa: Bundão Quase Brasileiro.

É irritante o preço da ignorância, pois sabemos que por causa desses idiotas metidos a machões milhares ou milhões morrerão por causa da guerra, sem contar os que já morreram!

E aí eu sugiro: IDIOTAS DEVEM MORRER!

 Abū Qassem Brazili avisa: se você zoar este post, você levará um tiro!
Hehehehe

sábado, 13 de junho de 2015

O que acontece após a morte segundo algumas crenças e religiões



O personagem Puro-Osso do desenho The Grim Adventures of Billy and Mandy (Cartoon Network).


VISÃO CRISTÃ: você morre e dependendo escapa do inferno, mas só escapa se não for infiel e pagar o dízimo.



VISÃO PROTESTANTE: você vai pro inferno se não pagar o dizimo!



VISÃO ISLÂMICA: você vai pro inferno se não matar meia-dúzia, no mínimo, de infiéis!



VISÃO BUDISTA: você fica reencarnando até sair da porra desse mundo, porque aqui é o inferno!



VISÃO ESPIRITISTA: você morre, vai pro inferno e escreve uma carta psicografada que você vai ler depois de reencarnado e não vai acreditar no que escreveu.



VISÃO XINTOÍSTA: você morre e vira um youkai!



VISÃO HINDUÍSTA: você morre e vai reencarnando, se der sorte será uma vaca em alguma reencarnação.



VISÃO PAGÃ: você morre na fogueira.



VISÃO INDÍGENA: você morre e vira a porra duma estrela no céu.

VISÃO DA NOVA ERA: você morre e depois é abduzido por um E.T.



VISÃO AGNÓSTICA: você morre, mas não sabe que morreu.



VISÃO ATEÍSTA: morreu, morreu, cara!


segunda-feira, 8 de junho de 2015

Emissoras de TV illuminatis e a desinformação




É inegável a existência dos illuminatis (“os iluminados”) seja no fast-food nosso de cada dia, seja na marca famosa que está lá, seja no que você assiste na TV, uma parte de tudo que há tem o dedo deles.


Assista a CBS dos Estados Unidos, depois veja a Televisa do México, não se esqueça de dar uma passadinha na TV Bandeirantes do Brasil e a Rede Globo no final e você verá que nenhuma dessas emissoras te informa; aliás, elas omitem, colocam o que desejam e desinformam. Sem contar que enchem sua cabeça de merda que chamam de “entretenimento”!



“Não mencione os iluminados”!


Eles se auto clamam “os iluminados”, aqueles que receberam dos deuses (alienígenas) informações que não são dadas a qualquer um, daí o termo iluminado, aquele que tem luz (tem apoio alienígena).


Na alta antiguidade reis (entre os quais estão os faraós) e sacerdotes eram os iluminados de suas épocas. Agora o jogo mudou. São os burgueses capitalistas que detém o poder sobre o mundo.


Os illuminatis de hoje nada tem haver com os illuminatis da Baviera, porque aqueles tinham a intenção de trazer sabedoria ao mundo. Esses que aí estão querem que as pessoas continuem burras e trabalhando como escravas.


Esses “illuminatis” no início tinham como princípios o bem, o amor ao próximo e uma humanidade unida e sábia; mas parece que eles escorregaram na arrogância que o poder pode trazer e se tornaram escravos dele.



O público alvo


Seja ignorante e pronto: você está assistindo a Globo e está gostando! É notável que os ignorantes adoram essas emissoras. Seja pelo esporte que deixa os homens raivosos e alienados, seja pela novela que deixa as mulheres loucas e alienadas, seja pelo programa chato do Domingo deixando você com uma vontade louca de se suicidar.


Você não vai ver nessas emissoras documentários de alta qualidade (não a definição de vídeo, mas sim a qualidade), ou notícias imparciais de todas as partes do mundo ou programas educativos. Ao contrário: você verá novelas e séries que trazem violência, traição, morte e medo. Verá esportes deixando sua mente distraída como uma ovelha obedecendo um pastor. E toda a informação que você julga ser imparcial é mastigada e cuspida no monitor pra te alienar ainda mais. Pronto: Você é um otário!



A internet é a solução e também não é!


A internet surgiu como uma maneira de comunicação e controle. Ela não surgiu com fins pacíficos e com o dever de educar. Foram pessoas visionárias que surgiram com a ideia de trazer coisas e transforma-la numa nova biblioteca, uma “biblioteca pública e virtual”.


Mesmo assim a internet parece estar indo para o mesmo caminho. Muitas informações e conteúdo só são visíveis na deep web (conhecida como “internet do medo”, “internet oculta” e “internet do invisível”), porque na internet visível (a que utilizamos ao utilizar o Google por exemplo) estão sendo vetados conteúdos ( geralmente se alega: “os direitos autorais foram violados u.u”) por serem ilegais, geralmente a desculpa é dos direitos autorais. Até parte disso está correto, mas outra não.




Com toda a podridão a internet é ainda a única saída, junto com as bibliotecas e documentários antigos (são os melhores) para essa massa de alienação e desinformação.


Mas cuidado com a alienação ao navegar, porque quando você vê está irritado no Facebook com uma notícia ruim ou porque não curtiram a sua foto!